Como diminuir bigode chinês Phytopeel

Como diminuir bigode chinês e minimizar esse problema que incomoda tantas mulheres?

É sobre isso que vamos falar neste artigo.

Então, se as marcas de expressão adquiridas com a idade afetam a sua autoestima, você está no lugar certo.

Assim, continue a leitura e saiba como diminuir o famoso bigode chinês.

O que é bigode chinês e por que ele aparece?

Antes de saber como diminuir bigode chinês, veja o que exatamente ele é.

Bigode chinês é o nome popular para sulco nasogeniano ou nasolabial, isto é, linhas que se localizam próximo à boca.

Em outras palavras, são dois vincos que aparecem de cada lado da face, indo do nariz até às laterais da boca. 

A princípio, o bigode chinês pode surgir em qualquer idade, mas é partir dos 30 anos que ele se torna mais evidente.

Portanto, é comum que as pessoas, sobretudo, mulheres desta faixa etária queiram descobrir como reduzir o bigode chinês.

Mas, por que ele surge?

Em geral, o avanço da idade relacionado à falta de elasticidade da pele é o principal causador do bigode chinês.

Afinal, à medida que envelhecemos, passamos a produzir menos colágeno.

Além disso, nosso rosto perde densidade e firmeza, formando vários sulcos.

Contudo, há outros fatores que também contribuem para o aparecimento do bigode chinês, como:

Agora que você já conhece as causas do bigode chinês, aqui vai uma boa notícia: é perfeitamente possível diminuir as marcas deixadas por ele e acabar com aquela expressão de cansaço. 

Veja a seguir, algumas formas de tratamento e saiba como reduzir o bigode chinês.

Como diminuir bigode chinês

Primeiro, vale destacar que as marcas do bigode chinês podem variar de pessoa para pessoa.

Ou seja, ela pode ser mais profunda em alguns casos ou mais suave em outros.

De todo modo, há alguns tratamentos capazes de diminuir essas linhas. Confira as opções!

Tratamentos estéticos

Peeling químico

A princípio, o peeling químico ajuda a suavizar as linhas de expressão a partir da aplicação de agentes químicos, como por exemplo, ácidos retinóico, fenol e glicólico.

Essas substâncias removem a camada superficial da pele, promovendo uma regeneração e melhora na aparência.

No entanto, deixam a pele mais fina e sensível, sobretudo à luz solar.

Portanto, tratar o bigode chinês com peeling químico exige alguns cuidados, como o uso correto de protetor solar.

Como diminuir bigode chinês com preenchimento

Também é possível diminuir o bigode chinês através de preenchimento com ácido hialurônico.

Durante o procedimento, é feita a aplicação do ácido, que age preenchendo os espaços entre as células e amenizando os sulcos provocados na pele pelo envelhecimento.

Como o ácido hialurônico é aplicado com agulha, a região fica um pouco dolorida e inchada.

Outro ponto negativo é que o resultado é temporário, sendo necessário fazer uma nova aplicação periodicamente.

Além disso, o custo da sessão costuma ser elevado.

Radiofrequência

Outra técnica estética que auxilia na redução do bigode chinês é a radiofrequência.

Neste tratamento, um aparelho eleva a temperatura da pele e dos músculos. Desse modo, promove o aumento da produção de colágeno e elastina, dando mais firmeza e sustentação à pele da face.

Entretanto, para casos de marcas mais profundas, é preciso realizar um número maior de sessões.

Além do mais, há riscos de queimadura, caso o aparelho seja mal manuseado.

Ultrassom microfocado

O ultrassom microfocado também ameniza a flacidez, pois, atua nas camadas mais profundas da pele.

Trata-se de um aparelho que provoca microlesões no tecido e aumenta o efeito tensor do rosto.

Assim, estimula a formação de colágeno e suaviza o bigode chinês, ajudando a eliminar as linhas de expressão.

No entanto, para manter o resultado, é preciso repetir as sessões de tempos em tempos.

Além disso, não é indicado para pessoas que tenham acne.

Tratamentos com cremes especiais

Você acabou de conhecer várias opções em tratamento estético para resolver o problema do bigode chinês.

Agora, abordaremos o tratamento com cremes dermocosméticos, uma maneira mais econômica e indolor de sanar esse problema.

Hoje, existem no mercado, máscaras faciais eficientes que ajudam e eliminar o bigode chinês naturalmente.

Estamos falando de produtos que agem a favor da reprodução celular, regenerando a pele e estimulando a formação de colágeno.

Como resultado, você terá uma pele mais firme, uniforme, revitalizada, com menos rugas e sem gastar tanto dinheiro.

Além de reduzir o bigode chinês, os cremes também auxiliam na prevenção do envelhecimento precoce.

Resumindo, são muitos benefícios em um único produto, não é mesmo?

Conheça o Phytopeel

O Phytopeel é uma máscara facial bastante eficaz no tratamento de marcas de expressão, melasma, acne e cravos.

É um produto natural, desenvolvido à base de ingredientes como, argila rosa, extrato de café verde, manteiga de karite, óleo de oliva, extrato de alecrim e D Pantenol.

O Phytopeel pode ser usado tanto por homens, como por mulheres que desejam ter uma pele mais saudável, bonita e jovem.

Conclusão

Por fim, agora que você já sabe como diminuir o bigode chinês, ficará mais fácil escolher o tratamento adequado para o seu caso.

Lembre-se de avaliar os prós e contras de cada um deles, pois, isso te ajudará a tomar a melhor decisão. E caso tenha alguma dúvida sobre o uso da Máscara Phytopeel no combate ao bigode chinês, acesse nosso site e saiba mais sobre essa solução inovadora.