O que é melasma? Phytopeel

Você sabe o que é melasma?

Esta é uma condição que aflige muitas mulheres.

Afinal, costuma afetar a autoestima delas de maneira muito negativa.

Se você também enfrenta este problema, não deixe de acompanhar o artigo até o fim.

Além de descobrir o que é melasma e quais as causas, você também vai saber como identificar se sua pele sofre desta condição.

 Afinal, o que é Melasma?

O melasma caracteriza-se por uma mancha de tonalidade marrom que surge no rosto e em algumas áreas do corpo, como braço, colo e pescoço.

Em geral, ele ocorre devido a uma disfunção do melanócito, célula que produz o pigmento da pele.

Desse modo, esta célula passa a produzir muita melanina, formando manchas escuras, ou melhor, amarronzadas.

Além disso, saiba que existem três tipos de melasma:

  1. Epidérmico – ocorre quando a melanina se concentra em quantidade elevada apenas na epiderme, isto é, na camada mais superficial da pele.
  2. Dérmico – caracterizado pelo acúmulo de pigmento na camada mais profunda da pele, a derme. Nesse caso, a remoção das manchas se torna mais difícil.
  3. Misto – quando o excesso de pigmentação atinge tanto a epiderme, quanto a derme.

Quais as causas?

Além de entender o que é melasma, certamente você espera saber por que ele surge.

A princípio, esse é um problema que atinge tanto homens como mulheres.

Porém, é mais comum nas mulheres, sobretudo que tenham entre 25 e 50 anos.

Além disso, pessoas de pele negra, asiáticos, bem como latinos também estão mais predispostos a terem melasma.

Ainda não se sabe ao certo qual é o principal causador do melasma.

Contudo, existem alguns fatores que acabam estimulando o aparecimento das manchas. Veja quais são:

Agora que você já tem bastante informação sobre o assunto, que tal conhecer um pouco mais sobre o aspecto das manchas?

Já sei o que é Melasma, mas como descobrir se eu tenho esse problema?

Bem, qualquer mancha que apareça em nossa pele já é motivo de preocupação, não é verdade?

Mas, pode ficar tranquila, pois, o melasma não traz nenhum risco para a saúde.

Embora seja uma condição crônica, ele não coça, não dói e não forma lesões.

Mas, pode ser que você esteja se perguntando:

Mas, como saber se minhas manchas são melasma?

Desde já, vale ressaltar que o diagnóstico é feito por um profissional da área médica.

De todo modo, as manchas do melasma têm formatos irregulares e bem definidos.  Em geral, elas são simétricas, ou seja, iguais nos dois lados.

Além do mais, essas manchas surgem primeiro no rosto, em áreas como bochecha, nariz, testa e buço. 

Mas, podem aparecer também em outras partes do corpo expostas ao sol, como braços, pescoço e colo.

É possível prevenir o Melasma?

Levando em conta os fatores que levam ao aparecimento do melasma, há algumas ações preventivas eficientes, conforme você pode conferir a seguir:

Usar protetor solar da forma correta

 Não deixe de passar filtro solar com FPS mínimo de 30, nem mesmo quando estiver em locais fechado.

Isso porque ele protege a pele contra os raios UVA e UVB, evitando as manchas.

Além disso, o protetor também funciona para luzes artificiais.

Portanto, lembre-se de aplicá-lo também durante o inverno.

Não se exponha demais ao sol

Outra dica importante para prevenir o melasma é abusar dos protetores físicos, como chapéu, óculos escuros, sombrinha e guarda-sol.

Além de evitar tomar sol em excesso, tente resfriar a pele sempre que puder, pelo menos nos dias mais quentes. 

Cuide do seu estado emocional

Conforme adiantamos, o estresse também pode desencadear o melasma, já que aumenta a ação dos radicais livres.

Logo, controlar o estado emocional e levar uma vida mais tranquila também é uma medida de prevenção eficaz.   

Prefira cosméticos naturais

Você sabia que os cosméticos que você usa também podem fazer diferença na prevenção do melasma?

Sim, é verdade!

Isso porque, muitos produtos possuem em sua formulação, substâncias prejudiciais à saúde da nossa pele.

Em outras palavras, são elementos que além de irritar, podem favorecer o aparecimento de manchas.

Logo, para evitar o melasma e o desconforto que ele gera, reduza o uso de cosméticos à base de metais pesados e conservantes, optando por cosméticos naturais e antioxidantes, principalmente para o rosto como o Phytopeel.

Conclusão

Neste artigo, nós explicamos o que é melasma e ainda falamos sobre as causas, sintomas e formas de prevenção dessa doença de pele.

Enfim, esperamos ter ajudado a esclarecer as principais dúvidas sobre o assunto.

Por fim, caso tenha gostado deste artigo e das dicas que trouxemos, recomendamos que você acesse o blog da Phytopeel para ter acesso a mais conteúdos sobre cuidados com a pele.

Aqui, você confere muitas outras dicas para ter uma pele bonita, rejuvenescida e com saúde, o que é sem dúvida, o mais importante.